Alfredo Gaspar, presidente nacional do GNCOC, comanda megaoperação contra crime em 9 estados

“A MAIOR ASSASSINA DO FUTURO DESSA NAÇÃO É A CORRUPÇÃO” Alfredo Gaspar, Presidente do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas, GNCOC.

269

O combate à corrupção e ao crime organizado no Brasil teve mais uma ofensiva na manhã desta quinta, 12, com a realização de uma operação em larga escala, cobrindo nove estados da federação.

Alfredo Gaspar, Presidente GNCOC

Durante coletiva à imprensa, o presidente do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC), Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, detalhou os objetivos da ação integrada e citou como exemplo uma das apreensões mais significativas: “Em apenas um dos alvos foram recuperados mais de R$ 600 mil em espécie, dinheiro público que foi desviado ilegalmente, causando prejuízos à população”, acrescentando que é urgente a união entre as instituições para o combate firme e incansável contra a impunidade e os crimes de corrupção.

Coordenada pelo procurador-geral de Justiça de Alagoas, Alfredo Gaspar, a ação englobou operações independentes e simultâneas encabeçadas pelos Ministérios Públicos estaduais, através de seus Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaecos) e teve como alvos os crimes de corrupção ativa e passiva, peculato, Peculato eletrônico, participação em organização criminosa, associação criminosa, fraude à licitação, lavagem de dinheiro, tráfico de influência, falsidade ideológica e material e fraude processual.

Os MPs dos estados do Amazonas, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, São Paulo e Sergipe cumpriram 87 mandados de, busca e apreensão, prisão, afastamento de funções públicas e uso de tornozeleiras eletrônicas contra suspeitos de crimes contra a administração pública, muitos deles servidores públicos.

COMPARTILHAR