Alô Saúde já esclareceu dúvidas sobre Covid-19 a 9.607 usuários

16

Repórter: Josenildo Törres

Repórter Fotográfico: Igor Nascimento

Criado em 27 de março deste ano para esclarecer dúvidas sobre sintomas, fluxo de atendimento nas unidades e como evitar a contaminação pelo novo coronavírus, o Alô Saúde já atendeu 9.607 usuários em 80 dias de funcionamento.

Lançado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) como uma ferramenta da Telemedicina, o serviço atende diariamente, 24 horas por dia, através do telefone 0800 082 0019 ou por meio de uma plataforma online, disponível pelo site www.saude.al.gov.br

Ao acionar o serviço, um médico irá atender o usuário, orientando-o sobre a sintomatologia da Covid-19, quais unidades devem ser procuradas, no caso de intensificação dos sintomas e quais delas realizam o teste rápido. Os médicos que atuam no Alô Saúde foram cedidos pelo Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBM/AL) e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que atuam em regime de plantão.

Das 9.607 pessoas atendidas nos últimos dois meses e meio, 1.045 acionaram o Alô Saúde em março. No mês seguinte foram 1.988 assistências prestadas e, em maio, 5.031 usuários ligaram para o 0800 082 0019 ou acionam o site da Sesau. Este mês, entre os dias 1º e 16, foram atendidas 1.543 pessoas, conforme balanço divulgado pela Sesau.

Funcionamento – A partir do momento em que um usuário aciona o Alô Saúde, um médico responde com o envio de um link por SMS ou WhatsApp. Ao ser acessado, será georreferenciado por um mapa o local onde o autor da ligação está, mostrando se a região de origem possui algum caso da doença, facilitando as orientações que serão prestadas pelo profissional.

Conforme o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, o Alô Saúde também tem evitado a propagação de notícias falsas, as chamadas fakes news, que desinformam a população. “Por meio dele, esclarecemos muitas informações à população e, inclusive, evitamos que pessoas se desloquem às unidades de saúde sem necessidade, principalmente para se submeterem ao teste rápido, que só deve ser realizado a partir do oitavo dia do início dos sintomas da doença, evitando resultado falso negativo”, salientou.

Fonte: Saúde Alagoas

COMPARTILHAR