Para Alexandre Ayres, Hospital da Criança preenche vazio assistencial gigante

39
Secrerário Alexandre Ayres destaca que Hospital da Criança será divisor de águas na assistência pediátrica em Alagoas

A assinatura da ordem de serviço para construção do Hospital da Criança representa, na concepção da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), um importante investimento para preencher o vazio assistencial muito grande e histórico. A avaliação é do secretário de Saúde, Alexandre Ayres. A autorização para o início das obras ocorreu na manhã desta sexta-feira (18), em terreno localizado no Ladeirão do Óleo, no Jacintinho, vizinho à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Drº Ib Gatto Falcão.


“Quando autorizamos o início desta obra, que começa de forma imediata, esta iniciativa representa que muito em breve o Governo de Alagoas estará preenchendo um vazio assistencial gigante. Não dá mais para a criança alagoana não ter um acesso de urgência e emergência público. As nossas crianças estão dividindo o espaço, quando necessitam dos serviços de saúde, com o Hospital Geral do Estado [HGE]. A Clínica Infantil Dayse Brêda também não comporta mais os atendimentos, pois a sua estrutura data de 1930. Alagoas dá um salto à frente com a construção do Hospital da Criança, que posteriormente, faremos um grande esforço para entregá-lo no dia 12 de outubro de 2021”, destaca o secretário Alexandre Ayres.

Segundo o titular da Saúde Alagoas, o Hospital da Criança contará com uma estrutura e equipamentos modernos. “As famílias e as crianças irão se deparar com uma nova realidade na saúde pública alagoana. Serão dois pavimentos, um térreo com 12 áreas, divididas entre a urgência e emergência, ambulatório, laboratório, agência transfusional e o serviço de nutrição e dietética. O equipamento terá, ainda, lactário, serviço de raios X e ultrassonografia, serviço de atendimento às vítimas de violência sexual. Ou seja, uma rede de atenção exclusiva para cuidar das nossas crianças”, complementa o secretário.

Regulação – Imagine uma criança residente em qualquer município alagoano ou de algum um bairro de Maceió precisar ser deslocada para a Ala Azul do HGE. Esta não será mais a realidade quando o Hospital da Criança estiver em funcionamento. Alexandre Ayres explica que a Central de Regulação da Sesau atuará nesta facilitação de encaminhamentos das crianças que são pacientes para o novo equipamento de saúde.

“Estamos reorganizando a rede hospitalar e atuando para ter um fluxo planejado de pacientes que procuram o serviço público de saúde. A Central de Regulação tem sido muito importante neste processo e será mais um auxílio no Hospital da Criança, que mesmo sendo porta aberta para urgência e emergência, necessita da regulação para outros serviços que serão disponibilizados no hospital”.

Fonte: Saúde Alagoas

COMPARTILHAR