Inovação e gestão de dados potencializam desempenho do serviço público alagoano

55
Inovação tem facilitado entrega dos serviços à população

Trabalho conjunto, diálogo, gestão baseada em dados e muita inovação. Foi dessa forma que a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio de Alagoas (Seplag-AL), mesmo em um ano difícil como o de 2020, conseguiu dar continuidade às entregas do serviço público e ao subsídio, de maneira sustentável, do desenvolvimento local.

Para alcançar esses resultados, a Seplag estreitou ainda mais as relações com uma frente de atuação que foi essencial em 2020: a de Transformação Digital. Em meio à pandemia de Covid-19 que impactou o mundo inteiro, as práticas on-line ganharam uma outra dimensão de poder. Aqui no estado, a Seplag já vinha unindo forças técnicas, mudando os trâmites da própria administração, revisitando e reinventando os formatos de prestação de serviços à sociedade. Isso tudo fez com que a máquina pública conseguisse dar o gás necessário no momento em que a população mais precisou dela.

O Sistema Eletrônico de Informações (Sei), por exemplo, foi uma das ferramentas que prepararam o terreno e foram essenciais em 2020. A ferramenta auxiliou a Seplag na estruturação do teletrabalho para todos os órgãos e é um dos principais fatores que fizeram com que o Estado não ficasse estagnado durante a pandemia.

“Com o Sei, conseguimos manter os servidores trabalhando em casa e dar celeridade a processos importantes no momento de pandemia, como todos os relacionados à área da Saúde, por exemplo. Economizamos tempo, dinheiro e o melhor: protegemos a saúde do nosso funcionalismo e de suas famílias”, explica o secretário titular da Seplag, Fabrício Marques Santos.

Esse novo cenário de transformações que começou a ganhar força em Alagoas tem conseguido reforço com iniciativas que visam sobretudo à facilitação das entregas aos cidadãos, um movimento que tem sido coordenado pela Seplag, em parceria com diversos órgãos do Executivo alagoano e também com outras secretarias do cenário nacional.

Um dos frutos dessa mobilização, por exemplo, foi o Alagoas Digital, plataforma que visa reunir, em um só ambiente, todos os serviços digitais prestados pelo Estado. Além dele, o Agendamento Já!, sistema em que os cidadãos podem reservar o melhor dia e horário para serem atendidos nas Centrais Já!, foi remodelado, com a pandemia, para atender não só às demandas da Seplag, mas de vários órgãos estaduais, garantindo uma prestação de serviço mais segura para os cidadãos. Só em 2020, foram mais de 300 mil atendimentos registrados na plataforma.

“Temos hoje uma agenda prioritária, um conjunto de medidas adotadas para que o Estado esteja cada vez mais moderno, célere e com real capacidade de atender às principais demandas sociais. É parte de um movimento que vem ganhado corpo e que tem transformado o fazer gestão pública em Alagoas”, complementa o secretário.

Destaque em cenário nacional

E se tem algo que também ajudou a salvar vidas no ano de 2020, foi o trabalho de gestão baseada em dados. Por meio da Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (Sinc), a Seplag coordenou o projeto de dados da pandemia e desenvolveu também um painel interativo com o tratamento das informações. Com a iniciativa, o estado alcançou o 1º lugar no ranking de transparência de dados da Covid-19 feito pela ONG Open Knowledge Brasil (OKBR) em maio.

Outro feito memorável no cenário nacional foi a realização de uma das maiores operações financeiras do ano no Brasil com a concessão dos serviços regionalizados de abastecimento de água e esgotamento sanitário da Região Metropolitana de Maceió. Organizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o leilão na Bolsa de Valores de São Paulo resultou no valor de R$ 2,009 bilhões.

Por meio da modernização da política de concessões e parcerias no Estado, a Seplag abriu caminhos para que uma nova era de captação de recursos e investimentos ganhe condições de se desenvolver em Alagoas, tudo isso de forma mais facilitada, transparente e célere.

“Estudando as melhores práticas nacionais e internacionais, temos dado passos cada vez mais consistentes e contínuos para que o estado esteja à frente na captação de investimentos e no avanço das áreas de infraestrutura e serviços públicos”, pontua Fabrício Marques.

Arrecadação e concursos

Economia também foi uma das diretrizes que guiaram as ações da secretaria em 2020. Para se ter uma ideia, as despesas em geral da pasta foram reduzidas em 23% em relação ao ano de 2019. Ao mesmo tempo, a secretaria também conseguiu arrecadar, por meio de leilões de bens inservíveis e gestão de fôros, quase R$ 1 milhão, montante que retornará para a sociedade na implementação de políticas públicas.

Além disso, o ano de 2020 na Seplag foi marcado ainda pela homologação do concurso público da Sefaz. Histórico, o certame representou uma virada de chave para Alagoas, já que há mais de 18 anos é que o último havia sido realizado na área fazendária do estado. Recentemente, a Secretaria do Planejamento também confirmou novos editais para 2021, com cerca de 6 mil vagas ofertadas em diversas áreas.

“2020 foi um ano bastante desafiador para todos, em muitas maneiras, mas com trabalho em equipe e olhos sempre abertos para o novo, conseguimos fazer entregas importantes para a sociedade alagoana e que certamente trarão outros benefícios daqui em diante. O ano de 2021 já chega com a expectativa de muitas realizações tão relevantes quanto as do ano anterior e que estamos ansiosos para entregar com assertividade”, afirma o secretário da Seplag.

Fonte: Saúde Alagoas

COMPARTILHAR