Hospitais referência no tratamento da Covid-19 em AL recebem pacientes de Manaus

13

Quatorze pacientes infectados pela Covid-19 residentes em Manaus (AM) desembarcaram na madrugada desta quinta-feira (21), por volta das 2h, no Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, em Maceió. A capital do Amazonas tem enfrentado sérias dificuldades, com colapso no sistema de saúde por falta de oxigênio em hospitais que estão lotados por conta do aumento recorde de internações pelo novo coronavírus.

O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) trouxe os pacientes em voo que deixou Manaus, fez escala em São Luís, no Maranhão, até pousar em Maceió. Todos foram recebidos pelo secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, e pelo secretário-executivo de Ações em Saúde, Marcos Ramalho.

Eles foram transportados aos hospitais da Mulher e Metropolitano pelo Samu Alagoas (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), em Unidades de Suporte Básico e Unidades de Suporte Avançado, e em ambulâncias da rede hospitalar. Nos novos e modernos hospitais públicos do Estado, eles receberão tratamento adequado e humanizado.

joomplu:47245

As equipes que prestaram assistência aos pacientes de Manaus eram compostas por médicos, enfermeiros, condutor-socorrista e técnicos de enfermagem. Todos os profissionais estavam com Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), a exemplo de protetor facial, óculos, touca, máscara cirúrgica e N95, avental e macacão impermeável, luvas e protetores de bota.

Já as unidades do Samu que fizeram a transferência contam com cateter, máscara de oxigênio não reinalante, material para acesso venoso, cilindro de oxigênio, oxímetro, maca, soro, tensiômetro, além de respirador, desfibrilador, medicamentos, máscara de oxigênio não reinalante e material para acesso venoso.

Para o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, em um momento tão complicado na saúde pública do Amazonas, a solidariedade ganha mais altivez. “Nosso povo tem histórico de solidariedade. Recebemos os 14 pacientes que precisam de tratamento para curar a Covid-19 e todos foram encaminhados para hospitais de referência, como é o caso do Hospital da Mulher e Hospital Metropolitano. Lá, eles terão tratamento adequado e humanizado. Presenciamos hoje uma integração de profissionais do Samu em um gesto humanitário para salvar vidas”, disse o secretário.

joomplu:47246

Alexandre Ayres ressaltou que a chegada de novos pacientes para os leitos exclusivos Covid-19 nos hospitais Metropolitano e da Mulher não causam prejuízos ao sistema de saúde alagoano. “Desde que o governador Renan Filho colocou o Estado à disposição do governo amazonense, a Sesau agiu com planejamento e organização. Os pacientes de Manaus estarão nos mesmos leitos Covid-19 e não representam qualquer risco para aumentar, de forma drástica, a ocupação hospitalar. Nossa preparação tem gerado resultados positivos. São mais de cinco mil vidas salvas em Alagoas”, explicou.

Médico do Samu, Jack Viana disse que ter participado da Operação Alagoas Solidária é uma honra. “Sinto-me realizado em poder contribuir com o sistema de saúde nessa importante missão de dar apoio àqueles que estão precisando, não somente em Alagoas, mas também aos pacientes que estão encaminhados de Manaus. Sabemos que esta ajuda seria retribuída se fosse algum irmão nosso de Alagoas”.

{joomplucat:10480 limit=20|columns=4}

Fonte: Saúde Alagoas

COMPARTILHAR