Governo de Alagoas investe R$ 8,5 milhões na construção do CISP de Rio Largo

12
Secretário Alfredo Gaspar e o governador Renan Filho em inspeção ao CISP em construção de Rio Largo

Muito em breve, Rio Largo será contemplada com um novo Centro Integrado de Segurança Pública (CISP). Tida como uma das políticas mais eficientes de combate ao crime no país, o CISP promove integração, colaboração e trabalho conjunto das Polícias Civil e Militar, sendo um dos motores por trás da diminuição nos índices de violência em Alagoas.

A construção está avançando rapidamente, assim, dentro dos próximos meses teremos o terceiro CISP tipo II do estado. O primeiro foi construído em Teotônio Vilela e o segundo no município de Pilar. Totalizando mais de R$ 25 milhões investidos somente na construção dessas três unidades, custando R$ 8.415.172,18 cada.

Na última semana de fevereiro, o Governador do Estado, Renan Filho, em companhia do secretário de Segurança Pública, Alfredo Gaspar, inspecionaram a obra do novo CISP. Lá, o governador destacou a importância do equipamento para aquela região.

“Esse CISP vai fortalecer a presença policial em Rio Largo, aumentar os efetivos e as resolutividades, oferecendo mais segurança às pessoas”, disse.

O CISP de Rio Largo atenderá uma população de mais de 75 mil pessoas e irá colaborar com as ações de Segurança Pública na região metropolitana que já conta com unidades do tipo I em Messias e Marechal Deodoro.

Para o secretário Alfredo Gaspar, o CISP é uma política implantada pelo Governo de Alagoas que tem dado certo e esse novo Cisp auxiliará aem respostas mais rápidas dos agentes de Segurança Pública. 

Alfredo Gaspar destacou ainda que o município de Rio Largo tem conquistado bons resultados e parabenizou os policiais que atuam na região. “Rio Largo tem avançado bastante no combate à violência. Quero dar os parabéns às equipes da Polícia Civil, ao comando e a todos os policiais militares do 8º Batalhão. É isso que eu quero para Alagoas, essa união de forças para combater a criminalidade e entregar segurança para a população”, disse o secretário.

ESTRUTURA

O Cisp do tipo II tem maior capacidade que os do tipo I. Foi concebido para atender as demandas das cidades mais populosas e que possuem localização estratégica para as políticas e ações de Segurança Pública. O equipamento tem um total de 1380 metros quadrados e representa um investimento de R$8,4 milhões em recursos próprios do Tesouro Estadual.

O Cisp de Rio Largo funcionará 24 horas e receberá ainda novas viaturas e reforço no policiamento ostensivo com o Força Tarefa. No local, haverá uma ampla área de recepção para que os cidadãos possam ser atendidos com conforto e agilidade. Os agentes da PM e da Polícia Civil também serão beneficiados com um ambiente de trabalho moderno, espaçoso e que melhora as condições de trabalho.

A PM, por exemplo, possuirá salas para os setores de inteligência, planejamento de operações, postos de identificação, centro de operações (COPOM), vestiários, sala de reunião, reserva de armas e depósito.

Já a Polícia Civil terá salas para o chefe de operações, para cartórios distrital e regional, depósito, alojamentos, vestiários e sala de reunião. Além disso, há os espaços compartilhados como: recepção, copa, sala para confecção de boletim de ocorrência, auditório e refeitório.

O local tem capacidade para 32 presos, divididos em cinco celas para detentos do sexo masculino, feminino e para adolescentes. O Número é quatro vezes maior que o do Cisp tipo I. Há ainda uma sala de identificação utilizada pela Polícia Civil na confirmação de identidade de suspeitos de crimes, sem que eles tenham qualquer contato com as testemunhas.

Desde dezembro de 2016, data da inauguração do primeiro CISP em Boca da Mata, o Governo de Alagoas investiu mais de R$ 73 milhões na construção dos 27 edifícios em todas as regiões do estado. Hoje, também temos CISP nos municípios de Murici, São José da Laje, São José da Tapera, Girau do Ponciano, Ouro Branco, Cajueiro, Igaci, Viçosa, São Luís do Quitunde, Junqueiro, Pão de Açúcar, São Miguel dos Milagres, Mata Grande, Batalha, Major Isidoro, Messias, Teotônio Vilela, Campo Alegre, Pilar, São Sebastião, Taquarana, Marechal Deodoro, Maribondo, Lagoa da Canoa, Coruripe e Joaquim Gomes.

 

Fonte: Saúde Alagoas

COMPARTILHAR