USF Galba Novaes promove sensibilização sobre Setembro Amarelo

14

Atividade também apresentou para usuários e profissionais de saúde os serviços e redes disponíveis na Atenção Psicossocial de Maceió

A Unidade de Saúde da Família (USF) Galba Novaes, localizada no Cleto Marques Luz, abriu suas portas na tarde dessa terça-feira (14) para uma abordagem diferenciada do Setembro Amarelo, campanha direcionada à prevenção ao suicídio e valorização da vida.

Atividade reuniu usuários e profissionais da unidade. Foto: Ascom SMS

A ação, realizada pela equipe do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Sadi Feitosa de Carvalho, em parceria com a direção da unidade, promoveu a sensibilização de usuários e profissionais de saúde para o reconhecimento dos sinais e sintomas do comportamento suicida e de como agir para salvar essas vidas.

Utilizando uma linguagem de fácil entendimento, além de recursos visuais e música, a psicóloga Cleide Araújo discorreu – juntamente com as psicólogas Clarice Macedo e Emanuela Porfírio – sobre como detectar, fazer o acolhimento e aplicar as ações necessárias que venham a assegurar estabilidade às pessoas que estão em sofrimento.

Dinâmica de cartões com frases positivas gerou participação. Foto: Ascom SMS

“Temos procurado ampliar essa visão, pois os mitos acerca do suicídio – como não falar sobre o assunto – acabam fazendo com que as pessoas, por medo do problema, não saibam como acolher quem precisa de ajuda. Dizer que é “falta de fé” ou “de autoestima” não funciona com quem já perdeu a esperança. O primeiro passo é ouvir”, ressaltou Cleide Araújo.

Sinais de alerta

Ainda de acordo com a psicóloga, é preciso atenção a sinais e sintomas que revelam mudanças de comportamento. São eles que podem orientar em que grau de risco a pessoa se encontra. Pensamentos pessimistas e momentos de isolamento social estão entre os sinais de baixo risco; quando há o planejamento da ação já acende o sinal de alerta, com risco de grau médio; e quando a pessoa pensa, planeja e já apresenta definição sobre a forma de execução, a situação se apresenta de alto risco.

Psicóloga alerta para sinais de mudança de comportamento. Foto: Ascom SMS

“Em menor ou maior grau, essa realidade está muito próxima de nós. E em todas essas fases, mesmo com a resistência do paciente, existem formas de intervenção”, frisou Cleide.

Foi exatamente a resistência ao tratamento adequado que fez com que a assistente social Vânia de Oliveira, profissional do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf), ficasse sem sua mãe. Ela contou que durante muito tempo não entendeu porque não conseguiu ajudar a mãe, mas se sentiu à vontade no grupo para fazer o relato de sua experiência.

“Como profissional de saúde, eu me questionei durante muito tempo, até entender que a pessoa em sofrimento deve entender e aceitar que precisa de ajuda. Hoje, mesmo não sendo da área de psicologia, eu me sinto na obrigação de, ao me deparar com alguém na mesma situação, escutar, acolher e encaminhar para a Rede de Atenção Psicossocial”, afirmou Vânia.

A pensionista Lúcia Lima disse que encontrou ajuda na unidade para enfrentar depressão. Foto: Ascom SMS

Atenta aos argumentos colocados durante toda a ação, a pensionista Lúcia Ferreira de Lima disse que achou importante ter participado da atividade. “Quando meu marido me abandonou, entrei em depressão e só tinha pensamentos negativos. Com a ajuda que encontrei aqui na unidade e muita fé, consegui me recuperar. Espero que tenha outros momentos de conversa como esse, pois isso é muito bom pra mente da gente”, finalizou.

Assistência aos profissionais do município

Além das atividades realizadas ao longo de todo o mês de setembro nos Caps de Maceió, a Gerência de Atenção Psicossocial também disponibiliza, de forma permanente, o Teleatendimento Remoto por meio do número 3312-5410. O serviço busca prestar assistência aos profissionais de saúde que necessitem de atendimento psicológico. O serviço funciona às terças e quintas-feiras, das 13h às 17h, e conta com três psicólogos para realizar os atendimentos.

Serviços especializados existentes em Maceió
– Gerência de Atenção Psicossocial (Prédio sede da Secretaria Municipal de Saúde – Centro) – (82) 3312-5466
– Caps Enfermeira Noraci Pedrosa (Jacintinho) – (82) 3312-5532
– Caps Dr. Sadi Feitosa de Carvalho (Chã de Bebedouro) – (82) 3312-5521
– Caps AD. Dr. Everaldo Moreira (Farol) – (82) 3312-5517
– Caps Dr. Rostand Silvestre (Jatiúca) – (82) 3312-5500
– Capsi Dr. Luiz da Rocha Cerqueira (Serraria) – (82) 3312-5540

Outros números de atendimento
– Centro de Valorização a Vida (CCV) – Ligue 188
– Centro de Promoção à Saúde, Educação e Amor à Vida (Cavida) – 82 98879-2710 / 99941-0326 e 98891-0820.

Cássia Oliveira/ Ascom SMS

Fonte: Prefeitura de Maceió

COMPARTILHAR