BEM Móvel garante benefício à famílias de diversos bairros da capital

0

Iniciativa da Prefeitura ajuda as famílias a regularizarem o cadastro e receberem o Bolsa Escola Municipal, que foi prorrogado até dezembro

O BEM Móvel vem marcando presença em diversos bairros da capital alagoana desde esta terça-feira (28). A primeira parada do ônibus foi a Escola Municipal Nosso Lar I, no Vergel do Lago, onde várias famílias sanaram suas dúvidas e tiveram seus problemas resolvidos e devem receber a quarta parcela do Bolsa Escola Municipal (BEM), que foi prorrogado até dezembro.

O secretário de Educação de Maceió, Elder Maia, diz que várias famílias tiveram dificuldades, principalmente, por inconsistências de dados junto à Caixa Econômica Federal. “Justamente para que essas famílias possam receber o benefício, criamos o BEM Móvel. Estamos aqui atendendo a todos e vamos em muitos outros bairros da nossa capital para resolver essas pendências de forma ágil e cômoda para quem mais precisa”, afirma.

Secretário de Educação de Maceió, Elder Maia acompanhou BEM Móvel. Foto: Luan Oliveira/Ascom Semed

Ele garante, ainda, que todos irão receber o benefício. “Em breve, essas pessoas vão receber as parcelas, todas de uma vez, retroativamente”, destaca. “Basta trazer um simples documento de identidade que nossos estagiários e técnicos farão a consulta no sistema e verificarão qual é o problema”, completa.

Os problemas mais comuns são de informações junto à Caixa, como conta não aberta, problemas no saque ou diferenças entre o valor depositado e aquele que se tem direito. Com a prorrogação do benefício, que irá até o mês de dezembro, o calendário do pagamento da parcela de outubro será anunciado em breve. Quem ainda não recebeu será contemplado, inclusive com as parcelas pendentes.

Bem Móvel marcou presença em diversos pontos da cidade. Foto: Luan Oliveira/Ascom Semed

De acordo com a diretora da Nosso Lar I, Gilda Verbênia, muitas famílias têm dificuldades com o uso do celular. “Alguns não tem acesso à internet e não podem baixar o aplicativo ou verificar a situação deles no site. Nossa assistente social presta esse serviço e alguns casos encaminhamos para a Secretaria. Esse ônibus é uma grande iniciativa para tirar dúvidas da nossa comunidade, regularizar os cadastros e garantir que todos possam receber esse benefício, que ajuda muitas pessoas”, avalia.

Ela também destaca a importância do benefício para as famílias da comunidade que a escola atende, na orla lagunar da capital. “Temos, atualmente, muito graças ao BEM, 1300 alunos. Com a pandemia, todos estão em um momento bem mais difícil do que de costume, portanto, esse benefício é fundamental”, relata Gilda.

Cleide Coletta Ferreira tem dois netos na Nosso Lar I e teve dificuldades para receber as parcelas. Foto: Luan Oliveira/Ascom Semed

Cleide Coletta Ferreira tem dois netos na Nosso Lar I, de 12 e 14 anos, e teve dificuldades para receber as parcelas. “As meninas do atendimento foram bem educadas, explicaram muito bem o processo. Consegui resolver tudo e estou indo agora receber o valor, para comprar feijão e farinha. Também pago aluguel e não tenho renda nenhuma. É uma ajuda muito importante”, diz a avó.

Segunda parada

Na Escola Municipal Professor Paulo Henrique Bandeira, no Benedito Bentes, várias famílias também tiveram seus problemas solucionados nesta quarta-feira (29).

Flaviran da Silva, pai de Emilly Mayara da Silva, de 14 anos, diz acreditar que o BEM ajudará muitas pessoas. “Pegaram os meus dados, tudo direitinho, e falaram que, a partir da semana que vem, eu posso ir à Caixa e finalizar tudo. A atendente foi super solícita e agora está tudo certo”, diz.

Flaviran da Silva, pai de Emilly Mayara da Silva, de 14 anos, acredita que o BEM ajudará muitas pessoas. Foto: Leonardo André/Ascom Semed

Maria Luciene de Lima, mãe do Pablo Leonardo de Lima Santos, que faz EJAI e tem 16 anos, diz que ainda não havia recebido as parcelas do benefício e que o nome de seu filho não estava no sistema. “O rapaz pegou todos os dados dele e disse que iria fazer os encaminhamentos para a gente receber as parcelas que faltam e as que vão vir”, relata a mãe.

Emocionada, ela diz que o valor vai ajudar muito sua família. “Me explicaram tudo direitinho e só tenho a agradecer. Esse dinheiro será muito bem-vindo já que eu e meu filho dependemos apenas do dinheiro do Bolsa Família e estamos em uma situação difícil, sem conseguir pagar as contas”, desabafa a mãe.

Nesta quinta-feira (30), será a vez da Escola Municipal Professora Hévia Valéria Maia Amorim, na Cidade Universitária. Já na sexta-feira (1º), o ônibus retorna ao Benedito Bentes, também na Paulo Bandeira.

Na segunda-feira (4), a equipe da Secretaria volta às ruas começando pelo Jacintinho, na Escola Municipal Professora Kátia Pimentel Assunção. A última parada é a Escola Municipal Professora Jarede Viana de Oliveira, no Clima Bom. Todos os atendimentos são das 9h às 14h.

Luan Oliveira (estagiário)/Ascom Semed

Fonte: Prefeitura de Maceió

COMPARTILHAR