BEM Móvel: famílias iniciam o mês com expectativa após sanar pendências

0

Com o BEM Móvel, a prefeitura vem se aproximando das famílias e buscando sanar dúvidas e problemas para que o pagamento seja feito a todos

Várias famílias iniciaram o mês de outubro com a expectativa do pagamento das parcelas do Bolsa Escola Municipal (BEM), após serem atendidas por equipes da Secretaria Municipal de Educação (Semed) no BEM Móvel. A iniciativa da prefeitura reafirma o compromisso com o benefício e a permanência dos estudantes na sala de aula, e já percorreu três bairros da capital.

O maior programa de distribuição de renda da história da capital alagoana está recebendo apoio do BEM Móvel, um ônibus que circula pelos bairros da capital buscando solucionar eventuais problemas no pagamento.

A iniciativa da prefeitura reafirma o compromisso com o benefício e a permanência dos estudantes na sala de aula. Foto: Luan Oliveira/Ascom Semed

O valor do BEM vai de R$ 70 a R$ 100, buscando priorizar a primeira infância, cujos pais recebem um valor maior. De acordo com Elder Maia, a maioria dos atendidos pelo BEM Móvel até o momento estão em processo de abertura de conta junto à Caixa Econômica Federal (CEF). Eles devem receber, junto da quarta parcela, os valores das três últimas.

Nesta sexta-feira (1ª), o ônibus estacionou na Escola Municipal Professor Paulo Henrique Costa Bandeira, no Benedito Bentes. “É a segunda vez que vamos à Escola Paulo Bandeira por conta da extensão do Benedito Bentes, o bairro mais populoso da nossa cidade”, pontua o secretário.

O segundo problema mais comum, de acordo com a análise da Semed, são problemas durante o cadastro dos pais no programa. Eles são retificados na hora pelos estagiários e técnicos da secretaria que trabalham no atendimento.

É imprescindível, para garantir o atendimento e a resolução das pendências, que o beneficiado leve um documento com foto. O número do CPF também é importante, já que é usado pela Caixa para realizar o cadastro e o pagamento do valor.

Problemas com cadastro são retificados na hora pelos estagiários e técnicos da secretaria que trabalham no atendimento. Foto: Luan Oliveira/Ascom Semed

Permanência na escola

Elder Maia destacou a importância do programa na permanência dos estudantes na sala de aula. Da Educação Infantil até a Educação para Jovens, Adultos e Idosos (Ejai), todos tem direito ao benefício. São 53 mil estudantes matriculados, um crescimento recorde na série histórica.

De acordo com o secretário, o aumento foi de cerca de 10% em comparação com o ano de 2020. “O BEM tem o objetivo de manter os estudantes na nossa rede municipal. Mesmo antes do lançamento, havíamos expandido as matrículas e, agora, em razão do BEM, notamos maior presença nas escolas”, afirma.

Luan Oliveira (estagiário) / Ascom Semed

Fonte: Prefeitura de Maceió

COMPARTILHAR