Grupo de idosos do Cras Selma Bandeira retoma atividades presenciais

0

Ação faz parte da celebração do Dia Mundial do Idoso

Atividades educativas dirigidas para a promoção e valorização da pessoa idosa marcaram a semana em celebração ao Dia Internacional do Idoso, comemorado no dia 1º de outubro. A ação foi realizada pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Selma Bandeira, localizado no bairro do Benedito Bentes. Os profissionais da unidade direcionaram os trabalhos ao grupo de idosos, marcando o retorno das atividades presenciais.

A assistente social do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família, Ana Carolina Andrade, mediou uma roda de conversa on-line sobre “A importância das relações intergeracionais com foco no respeito ao idoso”. A profissional, destacou a necessidade de debater o processo de envelhecimento e a conquista de direitos, tendo em vista a dignidade do idoso.

“É fundamental, no processo de convivência de pessoas de idades distintas, em diferentes contextos, fazer com que essas gerações troquem experiências de vida, valores, e princípios. Percebemos que a troca de experiência intergeracional favorece a quebra dos estereótipos”, explicou a assistente social.

Ainda de acordo com Ana Carolina, a mudança de valores é necessária para combater os preconceitos e que os jovens precisam desapegar do sentimento de enxergar os mais velhos e suas tradições como algo ultrapassado. Somente o diálogo aberto entre as gerações proporciona a diminuição destes conflitos intergeracionais.

“A convivência sadia favorece o sentimento de bem estar, o aumento da autoestima e o sentimento de ser cuidado e amado, promovendo longevidade. Escutamos alguns relatos dos idosos, sobre como eles podem transmitir para os mais jovens uma memória cultural e até mesmo a educação para a velhice. Existe a transformação no amadurecimento, no olhar diferenciado da vida de ambas gerações. Os mais jovens, por sua vez, contribuem com a educação sobre as novas tecnologias e transformações sociais”, pontuou Ana Carolina.

“A ação teve a importância constatada diante da participação dos idosos em cada momento. O evento marcou o retorno das atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para o grupo de idosos. Discutimos temas relevantes para o cotidiano dessas pessoas, apontando para a necessidade do reconhecimento dos idosos pela família e pela sociedade”, pontuou a coordenadora do Cras Selma Bandeira, Ana Lúcia Nogueira.

O secretário de Assistência Social, Carlos Jorge, explicou a necessidade de debater o tema sobre os direitos da pessoa idosa, além de reafirmar o empenho da Assistência Social em criar oportunidades de socialização entre as gerações.

“A pessoa idosa deve receber um tratamento igualitário, sem distinção de idade ou gênero. É preciso priorizar quem tanto contribuiu para o desenvolvimento social de nossa cidade e é por isso que a Prefeitura de Maceió está caminhando em direção da reafirmação de políticas públicas em prol dos idosos”, assentiu o secretário.

Iara Alencar (estagiária)/Ascom Semas

Fonte: Prefeitura de Maceió

COMPARTILHAR